" Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei."

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Oração a Nossa Senhora Auxiliadora

Maria Auxiliadora ganhou a invocação de Nossa Senhora Auxiliadora ou Auxílio dos Cristãos  é uma invocação instituída pelo Papa Pio V no ano de 1571, após a grande vitória dos cristãos sobre o exército muçulmano no estreito de Lepanto, que era a porta de entrada para a Europa.
Oração a Nossa Senhora Auxiliadora
Ó Santíssima e Imaculada Virgem Maria,
terníssima Mãe nossa e poderoso Auxílio dos Cristãos,
nós nos consagramos inteiramente
ao vosso doce amor e ao vosso santo serviço.
Consagramo-vos a mente com seus pensamentos,
o coração com seus afectos, o corpo com seus sentidos
e com todas as suas forças,
e prometemos querer sempre trabalhar
para a maior glória de Deus e a salvação das almas.
Vós, entretanto, ó Virgem incomparável,
que fostes sempre a Auxiliadora do povo cristão,
continuai, por piedade, a mostrar-vos tal,
especialmente nestes dias.
Humilhai os inimigos de nossa Santa Religião
e frustrai seus perversos intentos.
Iluminai e fortificai os Bispos e os Sacerdotes,
e conservai-os sempre unidos
e obedientes ao Papa, mestre infalível;
preservai da religião e do vício a incauta mocidade;
promovei as santas vocações
e aumentai o número dos ministros sagrados,
a fim de que, por meio deles,
se conserve o reino de Jesus Cristo entre nós
e se estenda até os últimos confins da terra.
Suplicamo-vos também, ó dulcíssima Mãe nossa,
lanceis continuamente vossos olhares piedosos
sobre a incauta mocidade rodeada de tantos perigos,
sobre os pobres pecadores e moribundos;
sede para todos, ó Maria, doce esperança,
Mãe de misericórdia e Porta do Céu.
Mas também por nós vos suplicamos, ó grande Mãe de Deus.
Ensinai-nos a copiar em nós vossas virtudes,
e de um modo especial vossa angélica modéstia,
a fim de que, por quanto for possível, com nossa presença,
com nossas palavras e com nosso exemplo,
representemos ao vivo no meio do mundo
a Jesus, vosso bendito Filho,
vos façamos conhecer e amar,
e possamos por este meio salvar muitas almas.
Fazei mais, ó Maria Auxiliadora,
que estejamos todos unidos
debaixo do vosso maternal manto.
Fazei que nas tentações
vos invoquemos logo com toda a confiança.
Fazei, enfim, que o pensamento
de que sois tão boa, tão amável e tão querida,
a lembrança do amor que tendes aos vossos devotos,
nos conforte de tal modo que, na vida e na morte,
saiamos vitoriosos contra os inimigos de nossa alma,
e possamos depois unir-nos convosco no Paraíso. amem.

Maria, Auxílio dos Cristãos, rogai por nós.

domingo, 13 de novembro de 2016

Padre Marcelo Rossi fala sobre o Ano da Misericórdia

Em entrevista ao portal Canção Nova Pe. Marcelo Rossi  nos fala sobre a importancia do ano da misericordia que foi convocado pelo nosso amado papa Francisco, convido a todos para dedicarmos um tempo a reflexão sobre a misericordia de Deus. Desejo-lhes uma otima reflexão, paz e bem, e tenho dito Jefferson Spigotti.




domingo, 23 de outubro de 2016

Oração para libertação de alguém











Senhor pai eterno, em nome do teu filho, nosso senhor Jesus Cristo, derrubamos, com o poder do Espirito Santo, todas as fortalezas da mentira, engano, escravidão espiritual, presunção e orgulho em (dizer o nome da pessoa).

Senhor pai amoroso, usando a autoridade que nos foi concedida pelo senhor ressuscitado, vencedor de todo o mal e da morte eterna, derrubamos as barreiras que se levantam em ( nome da pessoa) contra teu conhecimento e adoração.
Senhor pai justo e santo, em nome de Jesus Cristo ressuscitado, único senhor do universo, nós agora expulsamos de ( nome da pessoa ) todas as trevas e influências malignas em todas as áreas do seu ser, assim como todo e qualquer domínio que teu inimigo, senhor possa ter sobre ( nome da pessoa).
neste instante, pelo sangue do senhor Jesus, que está na sua glória intercedendo por nós libertamos ( nome da pessoa) para que ele viva reconciliado contigo, se converta, confesse seus pecados e seja, doravante, teu filho obediente. E agradecemos - te por isso senhor.
Pela autoridade do nome onipotente do senhor Jesus, eu quebro todo poder de satanás sobre a vida de ( nome da pessoa), reclamo sua salvação, cura e libertação de todo malefício, macumba, controle mental, insegurança, medo, para que " a sua alegria seja perfeita" (cf. jo 16,24) e o sangue precioso do senhor Jesus produza em (nome da pessoa) os frutos do Espirito Santo.
Santa Maria, mãe de Deus, roga por este teu filho (nome da pessoa), por sua conversão, salvação e libertação.

amém e amém .   (orar o credo.)







Referencias:
Castro, Maísa, Castro Regis. Orações de poder, Campinas,Raboni Editora, 1992.
imagens:
https://www.google.com.br/search?q=liberta%C3%A7%C3%A3o&espv=2&biw=1440&bih=794&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjtutXSgvHPAhWMHJAKHdQjAfYQ_AUIBigB#imgrc=h5kJukshJFvgWM%3A

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Neste dia mais que especial dediquemos um minuto a consagrar nossa vida, sonhos e esperança a interseção da mãe Aparecida.


Consagração a Nossa Senhora Aparecida

Ó Maria Santíssima, pelos méritos de Nosso Senhor Jesus Cristo, em vossa querida imagem de Aparecida, espalhais inúmeros benefícios sobre todo o Brasil.
Eu, embora indigno de pertencer ao número de vossos filhos e filhas, mas cheio do desejo de participar dos benefícios de vossa misericórdia, prostrado a vossos pés, consagro-vos o meu entendimento, para que sempre pense no amor que mereceis; consagro-vos a minha língua para que sempre vos louve e propague a vossa devoção; consagro-vos o meu coração, para que, depois de Deus, vos ame sobre todas as coisas.
Recebei-me, ó Rainha incomparável, vós que o Cristo crucificado deu-nos por Mãe, no ditoso número de vossos filhos e filhas; acolhei-me debaixo de vossa proteção; socorrei-me em todas as minhas necessidades, espirituais e temporais, sobretudo na hora de minha morte.
Abençoai-me, ó celestial cooperadora, e com vossa poderosa intercessão, fortalecei-me em minha fraqueza, a fim de que, servindo-vos fielmente nesta vida, possa louvar-vos, amar-vos e dar-vos graças no céu, por toda eternidade.
Assim seja!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

SÃO FRANCISCO, Rogai por nós.

Em tempos de guerra o verdadeiro cristão ora pela paz. como diria a letra da musica de Roberto Carlos, " Não importam os motivos da guerra, a paz ainda é mais importante".
Separei hoje uma oração de poder de um dos maiores pacifistas da historia da igreja, São Francisco de Assis. reserve um minuto do seu tempo para orar pela paz, e como o próprio Francisco diria Paz e Bem e tenho dito.

Jefferson Spigotti

Oração de São Francisco de Assis

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade;
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.
- São Francisco de Assis

segunda-feira, 6 de julho de 2015

VAMOS CONFIAR EM DEUS.


Quantas vezes na vida nos sentimos impotentes diante algumas situações, sofremos as angustias de não conseguirmos ter o controle sobre tudo todo o tempo, Vejamos que a bíblia já nos advertira sobre isso também, talvez seja o tempo de deixar Deus agir e simplesmente confiar na sua providência e bondade. Selecionei um lindo texto do nosso livro sagrado para nos conduzir durante esta reflexão sobre a providência divina, leiam com apresso e vamos confiar cegamente no senhor pois "Deus prove Deus provera sua misericórdia não faltará." 

Paz e Bem, tenho dito.
Jefferson Spigotti.
Portanto, eis que vos digo: não vos preocupeis por vossa vida, pelo que comereis, nem por vosso corpo, pelo que vestireis. A vida não é mais do que o alimento e o corpo não é mais que as vestes?
26.Olhai as aves do céu: não semeiam nem ceifam, nem recolhem nos celeiros e vosso Pai celeste as alimenta.

 Não valeis vós muito mais que elas?
27.Qual de vós, por mais que se esforce, pode acrescentar um só côvado à duração de sua vida?
28.E por que vos inquietais com as vestes? Considerai como crescem os lírios do campo; não trabalham nem fiam.
29.Entretanto, eu vos digo que o próprio Salomão no auge de sua glória não se vestiu como um deles.
30.Se Deus veste assim a erva dos campos, que hoje cresce e amanhã será lançada ao fogo, quanto mais a vós, homens de pouca fé?
31.Não vos aflijais, nem digais: Que comeremos? Que beberemos? Com que nos vestiremos?
32.São os pagãos que se preocupam com tudo isso. Ora, vosso Pai celeste sabe que necessitais de tudo isso.
33.Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo.

34.Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

entenda, o sacerdócio comum e o sacerdócio ministerial.




10. Cristo Nosso Senhor, Pontífice escolhido de entre os homens (cfr. Hebr. 5, 1-5), fez do novo povo um «reino sacerdotal para seu Deus e Pai» (Apor. 1,6; cfr. 5, 9-10). Na verdade, os baptizados, pela regeneração e pela unção do Espírito Santo, são consagrados para serem casa espiritual, sacerdócio santo, para que, por meio de todas as obras próprias do cristão, ofereçam oblações espirituais e anunciem os louvores daquele que das trevas os chamou à sua admirável luz (cfr. 1 Ped. 2, 4-10). Por isso, todos os discípulos de Cristo, perseverando na oração e louvando a Deus (cfr. Act., 2, 42-47), ofereçam-se a si mesmos como hóstias vivas, santas, agradáveis a Deus (cfr. Roma 12,1), dêem. testemunho de Cristo em toda a parte e àqueles que lha pedirem dêem razão da esperança da vida eterna que neles habita (cfr. 1 Ped. 3,15). .O sacerdócio comum dos fiéis e o sacerdócio ministerial ou hierárquico, embora se diferenciem essencialmente e não apenas em grau, ordenam-se mutuamente um ao outro; pois um e outro participam, a seu modo, do único sacerdócio de Cristo (16). Com efeito, o sacerdote ministerial, pelo seu poder sagrado, forma e conduz o povo sacerdotal, realiza o sacrifício eucarístico fazendo as vezes de Cristo e oferece-o a Deus em nome de todo o povo; os fiéis, por sua parte, concorrem para a oblação da Eucaristia em virtude do seu sacerdócio real (17), que eles exercem na recepção dos sacramentos, na oração e acção de graças, no testemunho da santidade de vida, na abnegação e na caridade operosa.

retirado do site abaixo dia 29/06/2015.